divagações recentes

Tito Paris no Queens

Baía das Gatas 2009

Um minuto de silêncio

Massa sai do coma sem les...

Roberto Carlos: 50 anos d...

China: chileno ataca chin...

Entrevista com Tiken Jah ...

Shame on you

I feel free

Divagações politicas

últ. comentários

😍
Obrigado por partilhar a foto do Olhares.com!
Muito boooom!
So gente importante...
Meu deus...cmo pode ter acontecido isso? Tem que t...
E eu que esperava encontrar aqui um super post sob...
Nos livros do Asterix, estaria escrito " Estes rom...
Foi uma boa ideia, uma homenagem ao homem do " One...
E por falar em reggae , deixo o endereço do Grupo ...
Só agora tive tempo de responder, mas pensando bem...

pesquisar

 

divagações antigas

subscrever feeds

blogs SAPO

Links

Quarta-feira, 11 de Fevereiro de 2009

Ai Alfama

Olá a todos,

 

Há muito tempo que não venho aqui a este meu "espaço" não porque não querro, mas por falta de tempo. Hoje só  apetecia-me gritar, atirar com tudo e todos janela fora ... mas como nem tudo na vida vale a pena o sacrifício ....  apenas deixo ficar aqui estas palavras inventadas por uma mente que se acha no direito de expressar.

 

 

Foto: Olhares.pt

 

Ai Alfama

Noites sem estrelas
como vidas sem esperança
vejo-te a caminho de Alfama
no teu andar lindo e sedutora

Quero seguir-te, mas não sou capaz
já não consigo suportar o peso do meu corpo dolorido,

a velhice não tem piedade da juventude!

_ Qe belos dias vividos em Alfama!
hoje restam-me apenas lembranças vagas
de uma mente preguiçosa, esquecida no tempo
pensando no descanso de todo merecido!

Ai Alfama!!!
quem me dera ter ainda os meus 20 anos,
para gozar da tua bela juventude ainda intacta
as belas praias, o sol quente de Agosto ....
 
A agitação das pessoas da cidade em rebulício,
a procura do que fazer em Agosto
ai .... as belas noites de serenatas passadas em baixo de um coqueiro

_ Há quanto tempo que não as ouço!
que são feitos dos teus tocadores
outrora vivente desta cidade

Que de ponta a ponta, exibiam o brilho do teu rosto Alegre,

agora só restam meras lembranças do tempo,

das cantorias de bem falar

_ Pergunto-te se não tens saudades daqueles tempos, onde a vida era simples, sem grandes afazeres.Porque eu tenho, e muitas

De quando se podia sair de violão ao peito
cantando gloriosas melodias até madrugada adentro,

na noite uma nova melopeia de vozes ternas

 
De sentar nos cafés populares
e beber uma preciosa bica conversando com os amigos

Luto por continuar a escrever
porque a minha mão treme a cada palavra e a cada vírgula

Hoje eu sei, fiz de ti minha amada na juventude
e faço-te minha amada, agora na despedida,

Faltam-me...

03-12-2003
 

 

sinto-me:

divulgado por Retr@tos às 19:45

link do post | comentar | favorito

5 comentários:
De Praiamorena a 11 de Fevereiro de 2009 às 20:31
;) nada como um dia após o outro


De Retr@tos a 12 de Fevereiro de 2009 às 23:19
Pois é a cada dia um desafio e a cada desafio uma conquista ou não!


De Praiamorena a 17 de Fevereiro de 2009 às 10:48
Vi a tua resposta tarde mas merece comentário de volta :)
É bem visto associar o desafio à conquista: ninguém vai à "guerra" para perder.


De fatimacalixto a 2 de Abril de 2009 às 11:48
Alfama tambem está em meu coração.
Seu blog é muito lírico.
Parabéns.
Veja tambem: www.fcalixto.blogspot.com

Fatima Calixto
São Paulo, Brasil


De Equipa Olhares a 15 de Setembro de 2014 às 14:30
Obrigado por partilhar a foto do Olhares.com!


Comentar post

mais sobre mim

Follow me on

Horas em Cabo Verde

tags

todas as tags

Divagar & Divulgar

Setembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30