divagações recentes

Ruas despidas de cor

Uma vida ... caminhos árd...

Lá vem nho Cacai

últ. comentários

😍
Obrigado por partilhar a foto do Olhares.com!
Muito boooom!
So gente importante...
Meu deus...cmo pode ter acontecido isso? Tem que t...
E eu que esperava encontrar aqui um super post sob...
Nos livros do Asterix, estaria escrito " Estes rom...
Foi uma boa ideia, uma homenagem ao homem do " One...
E por falar em reggae , deixo o endereço do Grupo ...
Só agora tive tempo de responder, mas pensando bem...

pesquisar

 

divagações antigas

subscrever feeds

blogs SAPO

Links


Quinta-feira, 26 de Fevereiro de 2009

Ruas despidas de cor

Foto: Los Angeles Times

 

Nas ruas despidas de cor,na praia, ao sol fulminante
corres alegre soltando o que mais belo em ti existe

Nas famosas ruas do teu ninho, dorme os teus sonhos
não conheces a vida, é melhor assim

Do tempo que sonhaste, agora só restam meras lembranças melancólicas
tocadas com lágrimas dos teus sonhos

Lágrimas de sangue, angustia e medo
derramados em corações emprestados, por minutos ou horas

 

Tanto faz!

Nada deves saber do que eu sei
não me culpas, (...) se te contar, a vida não teria mais sentido
 

sinto-me:

divulgado por Retr@tos às 08:00

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 12 de Janeiro de 2009

Uma vida ... caminhos árduos

 

Um dia queria ser poeta, mas o destino fintou-me. Agora, apenas guardo recordações deste tempo passado, o sonho de criança desapareceu, mas as palavras ficaram ....

 

Vida,

Uma cantiga falada

águas com ódio da própria vida

 

Vida,

caminhos árduos e vencidos,

uma vez esquecidos, para sempre lembrados

 

Nas lembranças de um passado,

revives a tua própria melancolia

de ervas sem cor verde de esperança

 

Um  lamento soa tão baixo,

para alívio dos lamentosos

 

Não lamenta, crítica!

dá ao mundo a conhecer o teu rosto

não temes estarei ao teu lado, segurando as mágoas deste mundo

 

No caminho da vida

encontrei-te e perdi-te, e

hoje ando só ...

 

 

sinto-me:

divulgado por Retr@tos às 22:36

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Quinta-feira, 11 de Dezembro de 2008

Lá vem nho Cacai

 

Lá vem nho Cacai da ourela do mar
Acenando a sua desilusão
De todos os continentes!
Ele traz o peito afogado em maresias
E os olhos cansados da distancia das horas...

Lá vem nho Cacai
Com a boca amarga de sal
A boiar o seu corpo morto
Na calmaria da tarde!

Nho Cacai vem alimentar os seus filhos
Com historias de sereias...
com historias das farturas das Américas...

Os seus filhos acreditam nas Americas
E sabem dormir com fome...

 

Onesimo Silveira

 

Fonte: aqui

Imagem retirada: aqui

 

 

sinto-me:
tags:

divulgado por Retr@tos às 23:00

link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

Follow me on

Horas em Cabo Verde

tags

todas as tags

Divagar & Divulgar

Setembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30